Shopping: Amazon AliExpress Blue Monday
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Notícias

05/01/2008 15:31
Rali Dakar 2008 é cancelado por falta de segurança na Mauritânia
Da Redação
As vésperas do início do Rali Dakar 2008, a organização da prova cancelou a realização do maior rali off-road do mundo, frustrando pilotos, navegadores, equipes e fãs. O motivo do cancelamento do que seria a 30ª edição do Dakar foi a falta de segurança na Mauritânia, país que receberia oito das 15 etapas da prova. A competição teria início neste sábado (05/01) em Lisboa, Portugal, e iria até o dia 20 de janeiro, com a chegada em Dakar, no Senegal. A prova deste ano teria a participação de 245 motos, 20 quadriciclos, 205 carros e 100 caminhões.

No dia 24 de dezembro, quatro turistas franceses foram mortos por três pessoas armadas com metralhadoras na cidade de Nouakchott, causando grande comoção na França. A partir daí, foi questionada a segurança da prova e até uma alteração do roteiro a ser seguido pelos competidores chegou a ser cogitada.

O governo da Mauritânia garantiu a segurança do rali com o envio de 3.000 agentes de segurança para acompanhar a passagem de toda a caravana da prova pelo país. Mas na última semana, a França alertou os seus cidadãos para não viajarem a Mauritânia devido ao risco de terrorismo, além de avisar a organização do Dakar sobre a possibilidade de atentados aos membros da competição.

Para o piloto brasileiro Paulo Nobre, o Palmeirinha (Itaú Private Bank) o cancelamento da prova frustra o trabalho de um ano inteiro. "Isso joga por água abaixo o trabalho de um ano de preparação, não só para mim como competidor, mas também para a organização, veículos de imprensa que acompanhariam a competição, patrocinadores e mesmo as cidades por onde o rali passaria", disse Palmeirinha que competiria com uma BMW X3.


Ajude-nos a seguir com nosso trabalho de 20 anos. Você pode doar qualquer valor de forma pontual ou recorrente. Veja as opções a seguir:

Doar